Pular para o conteúdo principal

USA For Africa (1985): Quem participou?

Alô, pessoas! 
Talvez você já deve ter ouvido em algum lugar alguém cantando "we are the world, we are the children", e lembrou na mesma hora de muitos cantores cantando juntos uma música que marcou uma geração e que ainda é reconhecida pela a grande ação que fez. 

U.S.A For Africa é o nome de um grupo formado por muitos cantores que eram aclamados por todos durante a década de 80. Esse projeto tinha como objetivo principal arrecadar dinheiro para ajudar os vários países da África que estavam passando por uma situação ruim. 
Esse projeto teve como produtor Quincy Jones, um dos maiores produtores musicais. A letra música foi composta por dois grandes artistas da época: Michael Jackson e Lionel Richie, e o clipe teve a presença de cinquenta e um artistas, incluindo os instrumentistas. 


Foi uma grande iniciativa e muitos hoje olham para o clipe e dizem "eu conheço esse cantor!", mas acabam esquecendo dos outros por não conhecer o trabalho deles ou por algum motivo alternativo. 
Pensamdo nisso, a questão agora é saber quem participou desse grande projeto, então se prepare para voltar aos anos 80!
A princípio, quem começa a cantar os primeiros versos é Lionel Richie e Stevie Wonder, depois, respectivamente, vem Paul SimonKenny Rogers, James Ingram, Tina Turner, Billy Joel e Michael Jackson, que canta a primeira parte do refrão e é completado por Diana Ross.
A segunda parte começa com Dionne Warwick, Willie Nelson, Al Jarreau. Depois o refrão é cantado por Bruce Springsteen, Kenny Logins, Steve Perry, Daryl Hall. Michael Jackson aparece novamente e Huey Lewis, Cyndi Lauper e Kim Carnes o sucedem. 
O refrão é cantando pela terceira vez por todos os cantores convidados, e Bob Dylan e Ray Charles completam, respectivamente, o refrão que é repetido duas vezes. 
Os outros cantores convidados incluem Dan Aykroyd, Harry Belafonte, Lindsey Buckingham, Mario Cipollina, Sheila E., Bob Geldof, Bill Gibson, Chris Hayes, Sean Hopper, Jackie Jackson, La Toya Jackson, Marlon Jackson, Randy Jackson, Tito Jackson, Waylon Jennings, Bette Midler John Oates, Jeffrey Osborne, Anita Pointer, Pedro Reis, Ruth Pointer e Smokey Robinson. Todos esses artistas foram regidos por Quincy Jones, que agiu como maestro. 
Vale lembrar que alguns dos irmãos e irmãs se Michael Jackson participaram, dos quais alguns eram dos Jackson 5. Além disso, esse projeto teve a participação se um brasileiro que não teve um grande destaque, mas que se sentiu honrado em participar, Paulinho da Costa fez uma participação sutil na área da percussão, por isso, ele não participou do clipe e nem das gravações com os cantores principais. 
No dia da gravação do clipe, foi gravado em paralelo um pequeno documentários, apresentado por Jane Fonda, onde mostra os bastidores da gravação do clipe, os artistas ensaiando, conversando e gravando vários takes. 

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

10 músicas que fazem referências à filosofia e à sociologia

 Alô, pessoas! A filosofia e a sociologia andam praticamente de mãos dadas. Muitas ideias da sociologia se aplicam nas reflexões filosóficas a respeito do mundo e a música é um dos inúmeros exemplos que expressam essas ideias e reflexões.  Muitas músicas que conhecemos possuem letras que muitas vezes nem percebemos que estão falando de um tema abordado na filosofia ou na sociologia. Também há a questão de a música fazer referência a um filósofo ou sociólogo famoso sendo de forma intencional ou não.  Pensando nisso, reuni dez músicas que fazem referências à filosofia e à sociologia. Essas músicas podem te ajudar nos estudos dos assuntos abordados nas letras ou até citar em redações de vestibulares! Vamos lá! 10- O Mundo é um Moinho (Cartola) Um conselho importantíssimo do Cartola para todos nós. Essa música segue um pouco da lógica do filósofo Jean-Paul Sartre, um filósofo existencialista. A ideia da música e a do filósofo está voltada para a liberdade de escolha de um indivíduo. Enquan

5 músicas para entender o Arcadismo

Alô, pessoas! O arcadismo foi um movimento artístico que se baseava na valorização da natureza, da simplicipdade da vida no campo e aversão à cidade. Esse período, no Brasil, se estendeu ao longo do século XVIII e teve fim no século XIX. As músicas que você vai conhecer não são as músicas da época, e sim letras que retratam as caractéristicas comuns no arcadismo. A música durante o período do arcadismo, que também pode ser chamado de neoclassicismo , envolve a música erudita, que não é o tipo de música que será abordada aqui.  Na intenção de ajudar aquelas pessoas que precisam de ajuda para entender os movimentos literários e tem dificuldade em interpretar a poesia árcade, reuni cinco músicas que vão auxiliar no entendimento desse movimento literário tão lindo. Vamos lá! 5- No Rancho Fundo - Chitãozinho e Xororó  A relação que essa música tem com o arcadismo é que durante a letra podemos ouvir as tristezas de um vivente no campo. Em vários versos estão presentes referências à natureza