Pular para o conteúdo principal

Resenha: ''A Música da Minha Vida'' (filme)

Alô, pessoas!
''A música da Minha Vida'' é um filme britânico de 2019, dirigido por Gurinder Chadha e ambientado em 1987. Conta a história de Javed, um jovem britânico de 16 anos com pais paquistaneses. Javed é um rapaz nascido na Inglaterra e tem uma grande paixão por escrever, mas é submetido a pressão dos pais - principalmente do pai - a seguir os princípios paquistaneses e, sobretudo, os princípios do próprio pai, os quais estão ligados a ser bem sucedido com um emprego de renome.
Quando Javed entra no enisno médio, ele faz amizade com Roops, também descendente de paquistaneses, que mostra para Javed o cantor Bruce Springsteen, por quem Javed fica inspirado e começa a sentir uma grande admiração pelo cantor. Assim, Javed se sente comovido com as músicas de Bruce Springsteen e passa a escrever o que realmente quer colocar para fora. Esse novo estilo de escrever leva Javed a grandes descobertas e, sendo um adolescente, ele descobre o mundo ao seu redor.

 
Nos créditos o filme mostra uma foto do verdadeiro Javed, o que prova que é baseada em fatos reais. No entanto, não é apenas a história de Javed o que torna o filme verossível. Eu, a autora do blog, conheci uma parte de da Inglaterra que não conhecia antes e o filme mostra para os expectadores temáticas muito importantes para a sociedade: a xenofobia, o desemprego e o radicalismo político. Além disso, o filme mostra as frustrações de que os paquistaneses e seus descendentes passavam naquela época como, por exemplo, ascender na sociedade e viver bem, sem dificuldades ou preocupações. Podemos claramente ver as expressões de tristeza, medo ou raiva em Javed quando esse tipo de coisa acontece perto dele. Embora talvez não seja a intenção desse filme, ele nos deixa uma reflexão a respeito da sociedade e uma lição de moral para sermos mais conscientes para com o próximo, seja de modo geral, onde todos precisam se respeitar em sociedade; seja de modo familiar, onde o apoio da família nos sonhos de um filho é de grande importância.
Particularmente, eu gostei muito do filme. Além de abordar muitas temáticas importantes, mostra como a música muda as pessoas e como a música deve ser valorizada como tal. Vale acrescentar que a trilha sonora foi muito bem escolhida. A maioria, é claro, tem como foco no Bruce Springteen, então tocaram seus maiores sucessos como Dancing in The Dark, Born in the USA e The Promised Land. Porém, o filme dá ênfase em pequenos datalhes que dão mais brilho. Esses pequenos detalhes são, além das roupas da época e costumes, músicas, fotos, discos, danças e notícias reais que deixam o filme cada vez mais condizente com a época em que ele é ambientado. 
Vale a pena assistir esse filme para conhecer a história daquela época e entender a realidade de algumas pessoas tanto em 1987, quanto nos dias de hoje. 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

10 músicas que fazem referências à filosofia e à sociologia

 Alô, pessoas! A filosofia e a sociologia andam praticamente de mãos dadas. Muitas ideias da sociologia se aplicam nas reflexões filosóficas a respeito do mundo e a música é um dos inúmeros exemplos que expressam essas ideias e reflexões.  Muitas músicas que conhecemos possuem letras que muitas vezes nem percebemos que estão falando de um tema abordado na filosofia ou na sociologia. Também há a questão de a música fazer referência a um filósofo ou sociólogo famoso sendo de forma intencional ou não.  Pensando nisso, reuni dez músicas que fazem referências à filosofia e à sociologia. Essas músicas podem te ajudar nos estudos dos assuntos abordados nas letras ou até citar em redações de vestibulares! Vamos lá! 10- O Mundo é um Moinho (Cartola) Um conselho importantíssimo do Cartola para todos nós. Essa música segue um pouco da lógica do filósofo Jean-Paul Sartre, um filósofo existencialista. A ideia da música e a do filósofo está voltada para a liberdade de escolha de um indivíduo. Enquan

5 músicas para entender o Arcadismo

Alô, pessoas! O arcadismo foi um movimento artístico que se baseava na valorização da natureza, da simplicipdade da vida no campo e aversão à cidade. Esse período, no Brasil, se estendeu ao longo do século XVIII e teve fim no século XIX. As músicas que você vai conhecer não são as músicas da época, e sim letras que retratam as caractéristicas comuns no arcadismo. A música durante o período do arcadismo, que também pode ser chamado de neoclassicismo , envolve a música erudita, que não é o tipo de música que será abordada aqui.  Na intenção de ajudar aquelas pessoas que precisam de ajuda para entender os movimentos literários e tem dificuldade em interpretar a poesia árcade, reuni cinco músicas que vão auxiliar no entendimento desse movimento literário tão lindo. Vamos lá! 5- No Rancho Fundo - Chitãozinho e Xororó  A relação que essa música tem com o arcadismo é que durante a letra podemos ouvir as tristezas de um vivente no campo. Em vários versos estão presentes referências à natureza

USA For Africa (1985): Quem participou?

Alô, pessoas!  Talvez você já deve ter ouvido em algum lugar alguém cantando "we are the world, we are the children", e lembrou na mesma hora de muitos cantores cantando juntos uma música que marcou uma geração e que ainda é reconhecida pela a grande ação que fez.  U.S.A For Africa é o nome de um grupo formado por muitos cantores que eram aclamados por todos durante a década de 80. Esse projeto tinha como objetivo principal arrecadar dinheiro para ajudar os vários países da África que estavam passando por uma situação ruim.  Esse projeto teve como produtor Quincy Jones, um dos maiores produtores musicais. A letra música foi composta por dois grandes artistas da época: Michael Jackson e Lionel Richie, e o clipe teve a presença de cinquenta e um artistas, incluindo os instrumentistas.  Foi uma grande iniciativa e muitos hoje olham para o clipe e dizem "eu conheço esse cantor!", mas acabam esquecendo dos outros por não conhecer o trabalho deles ou por algum