Pular para o conteúdo principal

O que é New Wave?

Alô, pessoas! 
Você sabe o que significa "new wave"? Bom, literalmente significa "nova onda" e, aparentemente não parece ser muita coisa, certo? No entanto, essas duas palavras tiveram um grande reconhecimento nos anos 70, 80 e 90 — sobretudo na década de 1980. Então, afinal, o que, de fato foi a New Wave? A New Wave foi um movimento musical que começou no final dos anos 1970 e teve maior fama na década de 1980. Para entender melhor esse estilo, é preciso entender como ele surgiu e o contexto em que ele se encaixa. Esse estilo recebeu bastante influência do movimento punk dos anos 70 e da irreverência punk — com suas músicas curtas, letras com temáticas críticas à política ou à cultura de massa e um estilo único de se vestir, optando por cores escuras.
O punk surgiu na década de 70, no meio de locais popularmente conhecidos como underground. Se popularizou nos Estados Unidos a princípio, e na Inglaterra depois, e era muio mais que um gênero musical, era um estilo de vida. Os artistas punk se vestiam da forma que queriam e falavam do que queriam sem se preoucpar com críticas; as roupas rasgadas, com um visual ''largado'', cabelos despenteados e maquiagem forte mostravam para a sociedade que esse grupo de pessoas não queria seguir regras e essa irreverência toda deu a fama ao punk de um movimento de contracultura (ou underground). 
Por estar dentro de um contexto de contracultura, ir na direção oposta daquela a qual a sociedade convencional anda, os punks abriram espaço para a independência em vários cenários, como, por exemplo, o surgimento de gravadoras idependentes e de roupas personalizadas. A partir disso, é possível ver que o punk, como um estilo de vida, tinha a intenção de ir contra a cultura de massa, incluindo a não redenção ao apelo comercial.
No final dos anos 70, assim como muitos estilos ao longo dos anos, o punk naturalmente começou a perder sua força e predominância para aquilo que começou a fazer sucesso e bater de frente com o punk: a música pop. A música pop, ao longo dos anos, misturou vários estilos em apenas um e foi basicamente o que aconteceu com o punk. Com o passar dos anos, muitas bandas e grupos surgiram misturando estilos como jazz, disco e reagge com o punk-rock, criando novas vertentes do gênero. Assim surgiu o pós-punk e a New Wave. 
O início da New Wave se deu no final dos anos 70 com a ascenssão de bandas como The B-52's, com seu disco de lançamento em 1979; Devo, em 1978; The Pretenders, em 1979; Blondie, com seu segundo disco, ''Parallel Lines'' (1978). Essas bandas foram algumas das pioneiras da New Wave e elas abriram espaço para um punk-rock ainda irreverente e excêntrico, porém comercial e mais pop. As temáticas nas letras raramente tinham cunho político em comparação com bandas punk como Sex Pistols, mas possuiam a ironia e o deboche que é muito característico no punk-rock. 
A estética New Wave, musicalmente falando, engloba melodias e ritmos mais agitados e dançantes, algumas vezes até calmos e melancólicos. Algumas bandas utilizavam sintetizadores, teclados e pandeiros para dar uma cara nova para suas músicas. Quando esse estilo ainda estava se popularizando, muitas bandas ainda tinham muito de rock, mas, com a mistura natural de gêneros e ritmos, a estética New Wave influenciou em outros gêneros dos anos 80, como o glam rock e o próprio pop. Assim, a New Wave passou a ter várias outras estéticas e ramificações. Quanto ao quesito visual, a estética New Wave era colorida e animada. Esse estilo utilizou bastante da moda vigente nos anos 80 como ombreiras, cores fortes e quentes, cores neon, cortes de cabelo estravagantes e futuristas e variadas estampas, algo totalemente diferente do estilo punk dos anos 70, diga-se de passagem. 
Durante boa parte dos 80, a New Wave era a queridinha entre jovens, principalemnte porque nessa época a MTV (Music Television) foi criada ela priorizava os hits do momento, isso — dentre muitos outros fatores — ajudou o estilo a se popularizar no mundo inteiro. Esse estilo ficou entre as mais amadas em boa parte do mundo, inclusive no Brasil, durante muitos anos. No final dos anos 80, quando o heavy metal estava começando a ganhar fama, a New Wave começou a declinar e abrir espaço para bandas como Bon Jovi e Guns 'n Roses, influenciadas pelo glam rock. 



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

10 músicas que fazem referências à filosofia e à sociologia

 Alô, pessoas! A filosofia e a sociologia andam praticamente de mãos dadas. Muitas ideias da sociologia se aplicam nas reflexões filosóficas a respeito do mundo e a música é um dos inúmeros exemplos que expressam essas ideias e reflexões.  Muitas músicas que conhecemos possuem letras que muitas vezes nem percebemos que estão falando de um tema abordado na filosofia ou na sociologia. Também há a questão de a música fazer referência a um filósofo ou sociólogo famoso sendo de forma intencional ou não.  Pensando nisso, reuni dez músicas que fazem referências à filosofia e à sociologia. Essas músicas podem te ajudar nos estudos dos assuntos abordados nas letras ou até citar em redações de vestibulares! Vamos lá! 10- O Mundo é um Moinho (Cartola) Um conselho importantíssimo do Cartola para todos nós. Essa música segue um pouco da lógica do filósofo Jean-Paul Sartre, um filósofo existencialista. A ideia da música e a do filósofo está voltada para a liberdade de escolha de um indivíduo. Enquan

USA For Africa (1985): Quem participou?

Alô, pessoas!  Talvez você já deve ter ouvido em algum lugar alguém cantando "we are the world, we are the children", e lembrou na mesma hora de muitos cantores cantando juntos uma música que marcou uma geração e que ainda é reconhecida pela a grande ação que fez.  U.S.A For Africa é o nome de um grupo formado por muitos cantores que eram aclamados por todos durante a década de 80. Esse projeto tinha como objetivo principal arrecadar dinheiro para ajudar os vários países da África que estavam passando por uma situação ruim.  Esse projeto teve como produtor Quincy Jones, um dos maiores produtores musicais. A letra música foi composta por dois grandes artistas da época: Michael Jackson e Lionel Richie, e o clipe teve a presença de cinquenta e um artistas, incluindo os instrumentistas.  Foi uma grande iniciativa e muitos hoje olham para o clipe e dizem "eu conheço esse cantor!", mas acabam esquecendo dos outros por não conhecer o trabalho deles ou por algum

Interpretação: Diáspora — Tribalistas

Alô, pessoas!  Afinal, o que é "diáspora"? Diáspora é o nome que se dá a um deslocamento, geralmente forçado, de uma grande quantidade de pessoas de uma mesma região. Atualmente esse conceito pode ser resumido como fluxo de imigração forçado ou, de um olhar mais popular,  ação praticada por refugiados.  Talvez todo mundo conhece a música Diáspora por causa da novela que passou recentemente no ano de 2019. A música foi gravada em 2017 e retrata um dos temas mais atuais que o mundo vivenciou durante o final dos anos 2010: imigração forçada.  É importante entender que a Síria é um dos países com mais imigrantes forçados do mundo, justamente por causa das guerras. A Venezuela, muito recentemente, passa por uma situação que obriga muitos venezuelanos a migrarem para o Brasil.  Não é apenas nesses dois países que há um grande fluxo de imigração forçada, é importante entender que em todo o mundo há um grande fluxo de imigração forçada e a música Diáspora chama atenção para isso, faz

5 músicas para entender o Arcadismo

Alô, pessoas! O arcadismo foi um movimento artístico que se baseava na valorização da natureza, da simplicipdade da vida no campo e aversão à cidade. Esse período, no Brasil, se estendeu ao longo do século XVIII e teve fim no século XIX. As músicas que você vai conhecer não são as músicas da época, e sim letras que retratam as caractéristicas comuns no arcadismo. A música durante o período do arcadismo, que também pode ser chamado de neoclassicismo , envolve a música erudita, que não é o tipo de música que será abordada aqui.  Na intenção de ajudar aquelas pessoas que precisam de ajuda para entender os movimentos literários e tem dificuldade em interpretar a poesia árcade, reuni cinco músicas que vão auxiliar no entendimento desse movimento literário tão lindo. Vamos lá! 5- No Rancho Fundo - Chitãozinho e Xororó  A relação que essa música tem com o arcadismo é que durante a letra podemos ouvir as tristezas de um vivente no campo. Em vários versos estão presentes referências à natureza